Quarta, 13 Dezembro 2017 20:32

CONSUMO, PADRÃO QUE SE REPETE

Avalie este item
(0 votos)

Alimentos mais baratos e alívio na dívida das famílias permitiram retomada dos gastos. Mas PIB com esse perfil tem fôlego curto.

Chama a atenção que, num país com 12,7 milhões de desempregados, o consumo tenha sido o principal componente a explicar a alta do PIB. Do crescimento de 0,1% registrado frente ao segundo trimestre do ano passado, os gastos das famílias responderam por 0,8 ponto percentual (outros setores tiveram contribuição negativa, como a variação de estoque). Foi o fator mais relevante para o crescimento, superando até mesmo o 0,6 ponto percentual das exportações.
A liberação de R$ 44 bilhões das contas inativas do FGTS é só uma pequena parte da explicação. Inflação baixa – e com preços de alimentos em queda -, juros esbarrando nas mínimas históricas do país e o fim de um ciclo nos quais as famílias, a duras penas, reduziram drasticamente suas dívidas (processo que os economistas chamam de desalavancagem) permitiram a volta às compras.
Em meio às notícias ruins na política, na segurança pública e mesmo na economia, a sensação de bem-estar dos brasileiros está muito longe de ter voltado ao patamar pré-recessão.
Mas, com um pequeno alívio na renda, as famílias voltaram a consumir porque, em alguns casos, não dá mais para cortar: se o fogão de casa pifou, é preciso comprar um novo; se a sandália de ir à escola arrebentou, os pais têm de substituí-la. E, com metade dos brasileiros ganhando menos que um mínimo, como mostrou pesquisa recente do IBGE, uma queda de 5% nos preços dos alimentos (em 12 meses até outubro) faz toda a diferença para fazer sobrar um pouquinho de salário no fim do mês.
A recuperação do consumo – foram três trimestres seguidos de alta – coincide com o fim da recessão brasileira. Se isso representa um refresco para as famílias, traz por outro lado perspectivas pouco auspiciosas para o fôlego da economia. Se depender do consumo, diante da expansão ainda muito incipiente e pouco disseminada dos investimentos, o Brasil poderá repetir a fórmula das “retomadas-pós-recessão” anteriores. Cresce, porém não engana uma trajetória sustentada e duradoura de desenvolvimento econômico.

Ler 41 vezes

Portal Único do Comércio Exterior passa a valer para os pequenos negócios

A partir do dia 02 de julho, as micro e pequenas empresas exportadoras do país deverão utilizar o Portal Único do Comércio Exterior.

Leia Mais

Pesquisa estima que cosméticos orgânicos movimentem U$ 25,1 bilhões até 2025

Brasil surge como o principal mercado na América Latina e produtos para a pele são os que terão maior expansão no período.

Leia Mais

48% das marcas que cresceram na lembrança do varejista pertencem a três seções

. Mercearia de alto giro – Seção que reúne categorias de consumo rotineiro, a mercearia de alto giro vem historicamente sendo responsável pelo avanço de diferentes marcas, refletindo o perfil commodity – os produtos têm basicamente o mesmo nível de qualidade, o que libera o consumidor para substituição de marcas...

Leia Mais

MEDIDAS FISCAIS NÃO AVANÇAM, E GOVERNO PODE PERDER R$ 39 BI

É o quanto o governo pode perder com medidas fiscais que tiveram vetos derrubados ou cuja votação está emperrada no Congresso.

Leia Mais

EMPRESAS SE ARMAM CONTRA BOATOS

Estratégia é monitorar redes sociais, recorrer à tecnologia e reagir rapidamente às “fake news”.Em minutos, a reputação pode ser abalada. Notícia falsa pode afetar relevância das marcas... 

Leia Mais

REDES DE VAREJO RESTRINGEM TROCA À LOJA ONDE ITEM FOI COMPRADO

A burocracia do sistema tributário brasileiro, queixa freqüente de empresários, anda tirando o bom humor dos consumidores.

Leia Mais

PRODUTOS BRASILEIROS GANHAM COM ALTA DE PREÇOS DA SOJA

País terá novo recorde da safra do grão, cuja cotação já sobe com previsão de menos oferta.

Leia Mais

E-BOOK DESIGN DE EMBALAGENS É LANÇADO

O e-Book Design de embalagens – Guia Definitivo, de Fabio Mestriner foi lançado pela Ibema, e pode ser baixado gratuitamente no site www.ibema.com.br

Leia Mais

BRASKEM PRESERVA A QUALIDADE DO PAPAYA

A Braskem desenvolveu em parceria com a Union of Growers of Brazilian papaya (UGBP) uma nova solução em embalagem plástica exclusiva para o mercado de mamão papaia.

Leia Mais

L’ORÉAL COMPRA EMPRESA DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL MODIFACE

Gigante da beleza parte para a inovação digital e adquire companhia canadense especializada em realidade aumentada e inteligência artificial.

Leia Mais

ATACAREJO CRESCE MAIS QUE SUPERMERCADO EM 2017

O montante de R$ 353,2 bilhões foi o faturamento registrado pelo setor supermercadista em 2017, 4,3% a mais que o valor registrado em 2016 (R$ 338,7 bilhões).

Leia Mais

BRASIL CENTRAL BUSCA NEGÓCIOS NO EXTERIOR

Estados reunidos em consórcio querem parcerias.

Leia Mais

IR – DECLARAÇÃO DE IMÓVEL

A partir de 2019, na declaração de imóveis do Imposto de Renda, o morador terá que fornecer mais informações sobre o seu bem: data de aquisição, área total, Registro de Inscrição ou algum documento que comprove a posse, endereço completo e inscrição do IPTU.

Leia Mais

ROBÔS, E-MAILS E SMS NO LUGAR DOS ATENDENTES

Com uso de tecnologia, empresas começam a substituir serviço de “call center” na cobrança de dívidas.

Leia Mais

O NOVO CONSUMIDOR QUER TRANSPARÊNCIA

No futuro, teremos mais engenheiros e cientistas trabalhando nas indústrias do que em qualquer outra época, por causa dos dados e da inteligência artificial.

Leia Mais

Assine nossa newsletter

Tenha todas notícias no seu email.

Assinar

Newsletter


Preencha com seu nome e email os campos abaixo

É gratuito!!