Terça, 05 Dezembro 2017 20:13

MINERVA PREVÊ CONSOLIDAÇÃO DOS NEGÓCIOS E APOSTA NA AMÉRICA DO SUL

Avalie este item
(0 votos)

Para 2018, a Minerva Foods aposta na consolidação de suas operações após a aquisição de nove unidades da JBS no Paraguai, Uruguai e Argentina ao longo deste ano, além da reabertura da unidade de abate de Mirassol d´Oeste, em Mato Grosso.

O CEO da Minerva Foods, Fernando Galletti de Queiroz, afirmou que a empresa não tem previsão de fazer novas aquisições. "Nosso foco é a consolidação das operações, que nos dará uma capacidade de trabalhar em geografias diferentes, e uma condição única de rapidamente suprir mercados e origens conforme a demanda."
Segundo ele, a capacidade de abate da empresa - que responde por 7% a 8% do comércio mundial de carnes - passou de 17,3 mil cabeças por dia para 23,6 mil cabeças diárias ao longo do ano com as aquisições feitas no Mercosul, em um total de 26 unidades. O Brasil responde por 45% desse total.
Ele justifica a aposta na região com a projeção do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda, na sigla em inglês), de expansão das exportações globais de carne bovina em 3,2% para o próximo ano. "Os embarques do Mercosul devem crescer 4% em 2018; do Brasil, 3%, e da Argentina, 25%", e a América do Sul está se consolidando como maior fornecedor de carne bovina", afirmou Galletti.
O executivo acrescentou que a empresa não deve fazer alterações na operação, como reativar as plantas que estão fechadas - três na Argentina e duas no Brasil - para atender ao guidance que prevê receita líquida de julho de 2017 a junho de 2018 de R$ 13 bilhões a R$ 14,4 bilhões. "Estamos estudando a reabertura das unidades de Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, mas com foco em utilizar melhor as plantas que já estão abertas".
Segundo o diretor de operações Beef Brasil/Colômbia, Luis Ricardo Alves Luz, as vendas de carne bovina da empresa cresceram 11% no País em 2017 e devem se manter estáveis em 2018. "Isso se deve a uma perspectiva de aumento de oferta e alta dos preços."
No mercado externo, as exportações a partir do Brasil aumentaram de 17 mil toneladas, no começo do ano, para 24 mil toneladas, afirmou Luz. "No ano que vem esperamos manter esse ritmo, pois já estamos operando a todo vapor."
A consolidação da empresa deve ter como cenário um ano positivo, afirma o sócio-diretor da MB Agro, Alexandre Mendonça de Barros. "Neste ano já foi um destaque a exportação, enquanto o mercado interno nem tanto. Contudo, nos últimos meses, essa demanda no País passou a ser bem firme, o que nos dá motivos para ficar bastante otimista com o horizonte de recuperação."
Ele salientou que o consumo per capita no mercado interno já cresceu de 28 quilos por habitante para 30 quilos a 31 quilos. "Estamos falando de algo como 10% de tendência de recuperação." Estados Unidos Galletti também espera que a reabertura do mercado norte-americano para a carne bovina in natura brasileira ocorra no 1º trimestre do ano que vem. Segundo ele, a estimativa leva em consideração informações repassadas pelo Ministério da Agricultura (Mapa).
Os Estados Unidos suspenderam as compras em junho desse ano, após a identificação de abcessos em cortes. "Não existe mais nenhuma razão técnica para a manutenção dessa restrição", argumentou o executivo. "Temos várias unidades habilitadas a exportar para os Estados Unidos e uma vez que esse mercado seja retomado, estaremos prontos."
Galetti também comentou a suspensão das compras pela Rússia e afirmou que a empresa não foi prejudicada. "O governo brasileiro está se mexendo para atender às demandas dos russos, mas estamos atendendo essa demanda de outras plantas do Mercosul."

Ler 82 vezes

BRASIL NA ROTA DO ENVELHECIMENTO

O Brasil terá mais idosos do que crianças e adolescentes, de até 15 anos, no prazo de duas décadas. O dado está em projeção divulgada pelo IBGE, no mês de julho, que aponta que o Brasil está em trajetória de envelhecimento e, em 21 anos, o número de idosos, com...

Leia Mais

OMO GANHA EMBALAGEM DE PLÁSTICO RECICLADO

A linha do lava-roupas Omo Multiação, produto da Unilever, ganhou uma edição especial com embalagem produzida com plástico reciclado recolhido do litoral brasileiro.

Leia Mais

MERCADO DE LIMPEZA DOMÉSTICA CRESCE; ATACAREJO SE DESTACA ENTRE OS CANAIS E PRATICIDADE GANHA IMPORTÂNCIA

Em uma época na qual o termo "tempo é dinheiro" não poderia ter uma conotação mais literal, as escolhas de consumo têm sido diretamente impactadas pela necessidade da realização de tarefas da forma mais prática possível - segundo a Kantar Consulting, 82% dos consumidores buscam cada vez mais formas de...

Leia Mais

PARA VENCER A RAZÃO...

No caos que nos atordoa, às vésperas de uma eleição que nos parece imprevisível e decisiva, o que nos consola é saber que o tempo que vivemos vai passar um dia.

Leia Mais

RENDA DE 35% DOS BRASILEIROS É INSUFICIENTE PARA PAGAR AS PRÓPRIAS CONTAS

A renda de 35% dos brasileiros é insuficiente para pagar as contas em dia, mostrou levantamento feita pela CNDL e SPC.

Leia Mais

INTERNAUTA TEM MIGRADO COMPRA POR MARCAS MAIS ECONÔMICAS

O internauta brasileiro está trocando marcas de alimentos mais caras por outras mais econômicas. É o que mostra um estudo do Ibope Conecta sobre alimentação. De acordo com a pesquisa, 69% dos ouvidos estão trocando por alimentos de marcas mais baratas.

Leia Mais

PREÇO DECIDE COMPRAS ONLINE

Levantamento afirma que 67% dos consumidores de lojas virtuais de fora do país consideram que produtos com valores menores são a principal vantagem. Entre os itens mais comprados, estão roupas, calçados e acessórios. 

Leia Mais

FGTS CONSIGNADO

O Ministério do Trabalho está dando os retoques finais num projeto para alavancar os empréstimos consignados para o trabalhador da iniciativa privada, atrelando como garantia os recursos do FGTS. A proposta, que terá que passar pelo crivo do Conselho Curador do FGTS, vai baixar os juros do consignado para o...

Leia Mais

BRASIL FICA ENTRE OS ÚLTIMOS EM RANKING DE CRESCIMENTO

Expansão foi uma das piores em lista de 43 países, superando apenas Hong Kong e México.

Leia Mais

NAS LOJAS, JUROS NAS ALTURAS

Varejista é mais tolerante com devedor para manter relação.Redes ganham com parcelamento. Para consumidor, todo cuidado é pouco.

Leia Mais

CLIENTES DO ATACAREJO VOLTAM A PROCURAR MARCAS LÍDERES

Os clientes do atacarejo voltaram a priorizar as marcas líderes na hora de montar a cesta de compras, principalmente em itens básicos, como arroz, feijão e óleo de cozinha, Para 58% dos clientes que consomem estes produtos, a marca é mais importante do que o preço.

Leia Mais

CERVEJAS APOSTAM EM MACONHA PARA CRESCER

O que as cervejarias americanas estão fazendo para se proteger contra a queda no crescimento de sua principal operação? No caso da empresa mãe da Corona, investindo com força na indústria da maconha.

Leia Mais

MARFRIG VENDE KEYSTONE E SEU VALOR ENCOLHE R$ 397 MILHÕES

Operação com a americana Tyson Foods por U$ 2,5 bi não foi confirmada oficialmente. Para analistas, mudança ajudará a reduzir endividamento.

Leia Mais

INADIMPLÊNCIA DEPENDE DE EMPREGOS E RENDA

O número de brasileiros inadimplentes se mostra estável, mas em patamar elevado.

Leia Mais

DADOS MOSTRAM RETOMADA DE CENÁRIO NO BRASIL

Os indicadores macroeconômicos recém divulgados mostram que voltamos, em partes, ao cenário anterior à greve dos caminhoneiros, mas a demanda segue fraca com a manutenção da desconfiança e do desemprego alto.

Leia Mais