Quinta, 08 Fevereiro 2018 09:53

PRODUTOS MAIS CAROS VOLTAM AO CARRINHO DE COMPRAS

Avalie este item
(0 votos)

Quedas da inflação e do desemprego trazem alívio ao bolso do brasileiro.
Retornam à lista itens que haviam saído com a inflação, como cookies, azeite e sabão líquido.

Sabão líquido para lavar roupas, creme para cabelos, cookies e azeite começam a voltar ao carrinho de compras do brasileiro. Produtos de marca própria dão lugar a itens líderes de mercado. Esse movimento é resultado de um alívio no bolso do consumidor, proporcionado por juros e inflação menores e por uma retomada gradual do emprego e da renda. Para atrair um consumidor mais racional após a crise, o varejo aposta em promoções e em maior diversidade. Especialistas ressaltam que o consumo dará impulso ao crescimento da economia este ano, estimado em 3%. Boa parte desse movimento, de acordo com pesquisa da Nielsen, virá da classe C. Essa retomada do consumo, contudo, será bem diferente do boom dos anos pré-crise. A fartura, comum a quem ascendeu rapidamente no mercado de consumo, dá lugar à racionalidade, principalment4e porque a classe média foi a fatia da população mais afetada nos anos de recessão.
- Esse aumento do consumo está indo para a melhora dos gastos básicos. São trocas de marcas, produtos que a pessoa tinha deixado de consumir ou compras que foram adiadas. Há uma maior consciência – avalia Mariana Morais, especialista em consumo da consultoria Nielsen.
O consumo deve aumentar em R$ 124 bilhões em 2018, incremento de 5% sobre pouco mais de R$ 2,5 trilhões usados em compras anualmente, segundo cálculos do Santander. Entram nessa conta gastos com bens de consumo não duráveis, como alimentos e roupas, e duráveis, como eletrodomésticos e veículos, além de uma longa lista de serviços. O valor adicional previsto para este ano, avalia o banco, virá em duas fatias. Uma é pelo aumento da massa salarial, proporcionado pela volta do emprego, com previsão de injeção de R$ 87 bilhões. Outros R$ 37 bilhões seriam liberados pelo menor endividamento das famílias, que gastam menos com prestações de dívidas em consequência à queda da taxa de juros.
A reconquista do consumidor está na mira dos grandes fabricantes de bens de consumo. Marcos Bauer Lima, gerente da P&G, que reúne marcas como Ariel, Oral-B e Pampers, calcula que seja possível incrementar em R$ 27 bilhões os gastos dos brasileiros com itens de higiene e beleza.
Como exemplo de oportunidade, ele cita o segmento de tratamento para o cabelo. Sem ter saído totalmente da crise, o consumidor quer se cuidar, mas ainda não pode ir ao salão, então busca alternativa de tratamento para fazer em casa.
Não à toa, o atacarejo deverá continuar como um canal importante de vendas, destaca Christine Pereira, diretora comercial da Kantar Wordpanel. É que o consumidor está atento ao que permite levar mais por menos. Embalagens maiores ou promoções do tipo “leve três, pague dois” também motivam as compras.
- O atacarejo seguirá como o canal preferido para as compras de abastecimento, mas o consumidor já começa a olhar os supermercados de vizinhança para compra de recomposição – explicou ela.

Ler 62 vezes

EXPORTAÇÃO DE GLICERINA ATINGE MARCA DE 40 TONELADAS EM JULHO

As exportações brasileiras de glicerina voltaram a bater recordes no mês de julho segundo os números mais recentes da balança comercial brasileira divulgado pelo ministério da indústria e Comércio Exterior e serviços.

Leia Mais

A SEGUNDA ETAPA DO eSOCIAL JÁ COMEÇOU

Nova obrigação, que entrou em vigor em janeiro, trouxe uma revolução para dentro das empresas, que estão adequando processos e tecnologias para atendê-la. Em julho, foi iniciada uma nova etapa, que abrange as pequenas e médias empresas. O que é o eSocial?

Leia Mais

NIELSEN MIRA E-COMMERCE BRASILEIRO

Diante do crescimento contínuo do comércio eletrônico no Brasil, a Nielsen decidiu entrar com força neste segmento e comprou a Ebit, consultoria especializada em informações de comércio eletrônico do Grupo Buscapé. O processo de aquisição está na fase final com o CADE e deve ser concluído nas próximas semanas.

Leia Mais

VENDAS DA COLGATE-PALMOLIVE CAEM NA AMERICA LATINA

O principal motivo foi a greve dos caminhoneiros no Brasil. Empresa continua líder de mercado em cremes dentais.

Leia Mais

DICAS PARA OTIMIZAR ENTREGA DE PRODUTOS

Traçar rotas para fugir do trânsito é uma das iniciativas. Além de reduzir o tempo nas entregas, gera economia com combustível e manutenção da frota.

Leia Mais

SIMPLUS E CONNECT SHOPPER VÃO DESENVOLVER SOLUÇÕES CONJUNTAS PARA O VAREJO

Com o objetivo de desenvolver soluções que melhorem gestão e operação das empresas, a Simplus, plataforma ventral de informações, imagens de produtos e automação de processos, acaba de firmar parceria com a Connect Shopper, empresa especializada em inteligência de mercado aplicada ao varejo, shopper marketing e gerenciamento de categorias.

Leia Mais

NOVA LEI EUROPEIA PARA PRIVACIDADE DE DADOS EXIGE ADAPTAÇÃO DE EMPRESAS NO BRASIL

Empresas que atuam nos mercados internacionais e nacionais alteram políticas de proteção de informações de usuários. Um novo regulamento europeu para a proteção de dados está exigindo adaptações de empresas brasileiras que operam com a Europa. Desde 25 de maio, países que integram a União Européia ou que captam dados de...

Leia Mais

FOFOCA NO TRABALHO GERA ATÉ R$ 30 MIL EM INDENIZAÇÕES

Empresa deve agir ao tomar conhecimento de qualquer boato que gere constrangimento a algum funcionário.

Leia Mais

70% DOS LOJISTAS ACHAM QUE ECONOMIA ESTÁ PIOR

As decepções com a atual situação da economia brasileira, somada à incerteza trazida pelo período eleitoral, fizeram com que 7 em cada 10 varejistas sentissem que a economia piorou em julho.

Leia Mais

TABELAMENTO DO FRETE JÁ IMPACTA VALORES DOS ALIMENTOS

O tabelamento do frete rodoviário, instituído pelo governo brasileiro para atender caminhoneiros após a histórica paralisação de maio, já está impactando os preços dos alimentos, que ficarão ainda mais caros, caso a medida não seja revista, afirmaram associações do setor do agronegócio e de transporte. 

Leia Mais

JOHNSON & JOHNSON É CONDENADA EM U$ 4,7 BI

A gigante farmacêutica J&J foi condenada, na Justiça americana, a pagar U$ 4,69 bilhões a 22 mulheres com câncer e suas famílias. Elas afirmam que um talco produzido pela empresa continha amianto e foi a causa da doença. A acusação argumentava que o uso do talco na higiene pessoal feminina...

Leia Mais

INADIMPLÊNCIA DAS EMPRESAS TEM A MAIOR ALTA EM 20 ANOS

Pelo menos 70% das dívidas em aberto têm como principais credores empresas do ramo de serviços.

Leia Mais

BANHEIRO DE BOLSO ECONOMIZA ÁGUA E REDUZ IMPACTOS AMBIENTAIS

O Número 1 apresenta-se como solução para quem teme enfrentar banheiros químicos ou expor os filhos a contaminações.

Leia Mais

AUMENTO DE IMPOSTOS

O próximo governo vai aumentar impostos. A questão é saber quais e de que forma. Alguns candidatos dizem que não vão aumentar, outros fazem ameaças vagas aos mais ricos. Outros dizem que reduzirão benefícios, o que é, na prática, elevar tributos. O tema é tabu no Brasil. O esforço deveria...

Leia Mais

MARFRIG RECEBE OFERTA DE COMPRA DA KEYSTONE FOODS

Unidade de alimentos processados para restaurantes está à venda.

Leia Mais